terça-feira, 19 de abril de 2011

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Acabei de ler...

O que farias se tivesses um vislumbre do futuro?


Tentarias mudar as coisas, ou aceitarias que o futuro é imutável?

Voltei!

Com cada vez menos tempo para blogar mas ainda por aqui ando...;-)

sábado, 6 de junho de 2009

Coisas que me fazem pensar.

Pergunta a um professor de história se ele ou ela consegue explicar isto… mas eu penso que não vão conseguir.
Abraham Lincoln foi eleito para o Congresso em 1846.
John F. Kennedy foi eleito para o Congresso em 1946.

Abraham Lincoln foi eleito Presidente em 1860.
John F. Kennedy foi eleito Presidente em 1960.

Ambos se preocupavam muito com, sobretudo, os direitos civis.

Ambas as suas esposas perderam crianças enquanto habitavam a casa branca.

Ambos os Presidentes foram assassinados numa sexta-feira.

Ambos os Presidentes levaram um tiro na cabeça.

E agora é que se torna mais estranho:

O secretário de Lincoln chamava-se Kennedy.
O secretário de Kennedy chamava-se Lincoln.

Ambos foram assassinados por alguém dos estados do sul.
Ambos os Presidentes foram sucedidos por um homem do sul chamado Johnson.

Andrew Johnson, que sucedeu a Lincoln, nasceu em 1808.
Lyndon Johnson, que sucedeu a Kennedy, nasceu em 1908.

John Wilkes Booth, que assassinou Lincoln, nasceu em 1839.
Lee Harvey Oswald, que assassinou Kennedy, nasceu em 1939.

Ambos os assassinos eram conhecidos pelos seus 3 nomes.
Ambos os seus nomes eram formados por 15 letras.

E agora, segura-te:

Lincoln foi assassinado num teatro chamado "Ford".
Kennedy foi assassinado num carro da marca Lincoln, feito pela "Ford".

Lincoln foi assassinado num teatro e o seu assassino correu para um armazém para se esconder.
Kennedy foi assassinado a partir dum armazém e o seu assassino fugiu para um teatro e escondeu-se lá.

Booth e Oswald foram assassinados antes do seu processo.

E aqui vai a cereja no topo do bolo….

1 semana antes de Lincoln ser assassinado, ele esteve em Monroe, no estado de Maryland.
1 semana antes de Kennedy ser assassinado, ele esteve com Marilyn Monroe.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Direitos de Autor e Direitos Conexos - Em Defesa da Transparência e do Rigor‏

O Sr. Tozé Brito, disse à dias que, e passo a citar, “roubar uma música é igual a roubar um carro”. Quantos carros já roubou hoje Sr. Tozé?

Para quem não sabe o senhor acima referido faz parte da administração da “legal” Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), sociedade que deveria representar e proteger os autores nacionais. No entanto, apenas cobram quantias exageradas a tudo o que produz som, dinheiro esse que parece desaparecer no ar, e não retorna para onde deveria, ou seja, para os autores nacionais. É um ciclo vicioso e que favorece, como é obvio, quem menos precisa. Para nos situarmos, estamos em Portugal.

Mas, felizmente, nem todos os portugueses são assim. Há pessoas que trabalham bem, com dedicação e amor à camisola. Como sempre, e infelizmente, neste país isso não chega e nunca é dado o devido valor. Um exemplo, entre vários, do que estou a falar, é a promotora amplificasom, que ao longo mais de dois anos tem produzido excelentes eventos em todo o país, com maior incidência na cidade do Porto. No entanto, por causa da dita SPA, a amplificasom terá de repensar a sua actividade. Quem fica a perder, mesmo que digam o contrário, é a MÚSICA.
Infelizmente, já não só os músicos se queixam. Os cineastas também começam a levantar a voz: “os direitos de autor já cobrados e ainda não pagos (...) atingem o montante de 41,2 milhões de euros”. Notícia no público.

Sinceramente, acho que é mais do que altura de alguém fazer algo. Apesar de desde miúdo gostar de palhaços, não gosto de palhaçadas deste género. É altura de dar valor a quem o merece. É altura de deixar crescer culturalmente este nosso pequeno país. E não vai ser uma sociedade de actividades duvidosas que me, nos vai fazer parar.

Por tudo isto está a circular na internet uma petição. Podem a ler http://www.petitiononline.com/abzhp/petition.html , e se concordarem assinem!

sábado, 28 de março de 2009

Pensamento para os carteiros!

É melhor abrir um e-mail com vírus ...

... do que uma carta com Antrax!

sexta-feira, 27 de março de 2009

os pensadores

Nancy Spungen

Nancy Spungen nunca escreveu uma canção ou tocou numa banda, mas juntamente com Sid Vicius formou aquele que é certamente o par mais famoso do punk.

"Um Titanic á espera de um iceberg" assim a descreveu Johny Rotten.

Sid Vicious e a morte deram-lhe fama e "imortalidade" na cena punk... mas quem era a verdadeira Nancy???
Uma criança confusa?
Uma amante de musica?
Dançarina exótica?
Puta?
Groupie?
Drogada?
Ou somente a namorada de Sid morta no Chelsea Hotel NY?

02/27/1958 - 10/12/1978

Para o meu anjo!

"Iris" - Goo Goo Dolls

And I'd give up forever to touch you'
Cause I know that you feel me somehow
You're the closest to heaven that I'll ever be
And I don't want to go home right now
And all I can taste is this moment
And all I can breathe is your life
And sooner or later it's over
I just don't want to miss you tonight

And I don't want the world to see me'
Cause I don't think they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am


And you can't fight the tears that ain't coming
Or the moment of truth in your lies
When everything feels like the movies
Yeah you bleed just to know you're alive

And I don't want the world to see me'
Cause I don't think they'd understand
When everything's made to be broken
I just want you to know who I am

quinta-feira, 26 de março de 2009

Na mesa de cabeceira - "Os elos do dragão"

Uma cota de malha encantada vinda das estrelas e plena de poderes.
Há seis elos desaparecidos.
Uma órfã, um miúdo de rua e um espadachim têm de encontrar os elos perdidos antes que um poder terrível se abata sobre Q’zar.
Autor: Paul Collins.